• Cariri in Foco

Prefeitura paraibana vai bloquear salário de servidor que escolher imunizante

Atualizado: Jul 22




A Prefeitura Municipal de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, estuda proposta para bloquear os salários de servidores que se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 quando chegarem à data da vacinação. A medida será tomada após o óbito de um agente de saúde que recusou a receber vacina disponível e morreu em consequência da doença.


De acordo com o secretário de Saúde, Adriano do Táxi, a proposta prevê ainda que as pessoas que não se vacinarem sejam impedidas de ter acesso às agências bancárias.


“Quem estiver dentro do cronograma para tomar a vacina e não tomar porque se recusou, terá o pagamento bloqueado. A gente ainda ver a questão com Caixa e Banco do Brasil, para que aquele que não apresentar o cartão de vacina não ter acesso ao serviço bancário que está precisando naquele momento”, revelou o secretário em entrevista à rádio Correio FM.


Audiência com o MPPB


O Ministério Público da Paraíba (MPPB) convocou a Prefeitura Municipal de Bayeux para uma audiência, ocorrida nesta quinta-feira (8). O encontro foi para recomendar ao Município que adote medidas para o combate à atuação de quem faz a recusa da vacina por não encontrar, no posto de saúde, o imunizante da marca desejada.


O MPPB também cobrou o envio de relatório sobre todos os agentes comunitários de saúde do município que recusaram qualquer tipo de vacina


Wscom


3 visualizações0 comentário